Instituto do Carinho

QNN 5, conjunto M, casa 16 , 14 - A
Ceilândia Norte - Ceilândia/DF
72225-063

Somos uma instituição beneficente, sem fins lucrativos, que acolhe crianças de 0 à 10 anos, encaminhadas pela Vara da Infância que são afastadas de sua família de origem por algum tipo de abuso físico ou psicológico ou mesmo abandono. Desde nossa fundação já acolhemos mais de 200 crianças, proporcionando a elas um futuro melhor e mais seguro.

Desde 2018 iniciamos um novo tipo de acolhimento que são para crianças co síndromes múltiplas e que necessitam de home care para sobreviver. Essas crianças, em sua grande maioria, estava abandonada em leitos de UTI's de hospitais públicos e, em função de suas limitações, eram privadas de várias situações, tais como: banhos de chuveiro, banho de sol, socialização com outras crianças, entre outros...

O LBM é mantido principalmente através dos mensalistas, dos eventos beneficentes (feijoada, festas, bazar, etc...) e doações em geral. Não somos autossuficientes, precisamos sempre da contribuição dos mensalistas, colaboradores e voluntários. Sempre!

Missão

Acolher e amparar crianças de 0 a 18 anos de idade, encaminhadas pela Vara da Infância e Juventude como medida de proteção especial, que, por algum motivo, foram afastadas do seu meio familiar e comunitário, seja por violência e/ou abandono.

Visão

Ser referência no acolhimento institucional de crianças e adolescentes, mantendo e melhorando a qualidade do serviço social prestado e garantindo a cada criança o direito a uma família.

Valores

Profissionalismo, caridade, respeito, amor, fé, dignidade, ética, esperança, responsabilidade e comprometimento

Produtos e serviços

Cuidados básicos aos abrigados, tais como atendimento psicológico, dentário, de saúde e alimentação
Acompanhamento escolar
Busca de familiares próximos e extensos para uma possível reintegração
Elaboração de relatórios direcionados à Vara da Infância para auxiliá-los na condução da reintegração ou adoção das crianças
Acompanhamento dos familiares das crianças abrigadas, buscando melhorar as condições de vida e possível reintegração de seu(s) filho(s)
Apoio a outros abrigos no estudo da família de seus abrigados e na elaboração dos relatórios direcionados a Vara da Infância
Busca de atividades e cuidados alternativos com as crianças com síndromes múltiplas, tais como leituras infantis, banhos de sol, interação com outras crianças, aulas de músicas e escolares